Friday, December 30, 2005

Um mundo melhor #2

Num mundo melhor, as crianças todas terão acesso a comida, água potável, serviços de saúde e higiene.

Num mundo melhor não teremos metade das pessoas a desperdiçar comida enquanto outra metade morre de fome e malnutrição. Metade das crianças de África são malnutridas e 6 milhões morrem todos os anos.

As crianças malnutridas que sobrevivem tornam-se muito mais vulneráveis a doenças e menos capazes intelectualmente. Enquanto isso, nos países desenvolvidos, milhões de toneladas de comida são deitadas no lixo.

Num mundo melhor não teremos presidentes corruptos que deixam o seu povo morrer à fome enquanto compram mais um carro de luxo com dinheiro que não lhes pertence.

Quem o permite? Por que parece passar despercebido aos olhos de todos, quando sabemos que todos o sabem? É como se todos o permitíssemos…

Por que não contribuem mais os países ricos? E por que é que são precisamente os ricos, aqueles que mais mesquinhamente contribuem?

São coisas que dão que pensar…

Thursday, December 01, 2005

Sem palavras...

"Hoje o céu está mais azul,
eu sinto...
Fecho os olhos.
Mesmo assim eu sinto...
O meu corpo estremeceu.
Não consigo adormecer.

Nem o tempo vai chegar
Para dizer o quanto eu sinto
Você longe de mim.
É uma espécie de dor..."

Saturday, November 26, 2005

Um mundo melhor #1

Num mundo melhor, as mulheres poderão abortar sem coacção psicológica por parte de maridos mal formados, padres e todos os moralistas da sociedade.

Num mundo melhor os direitos à vida, à integridade física, à autodeterminação e à liberdade serão de todas as mulheres.

Segundo a OMS, 200.000 mulheres por ano morrem devido a abortos ilegais ou partos involuntários quando não encontram onde o fazer (ou quando não as deixam procurar onde o fazer). Um parto voluntário também tem riscos, mas não se viola o direito à vida da mulher.

Num mundo melhor não se viola o direito à autodeterminação, liberdade e integridade física ao forçar-se uma mulher a dar à luz um filho que não quer. Viver 9 meses de uma gravidez indesejada deve ser verdadeiramente angustiante. Isto sem falar do que viverá depois do nascimento: infelicidade ou adopção, ou seja, infelicidade ou infelicidade. É fantástico que a lei obrigue as mulheres a sacrificar os seus direitos em prol da potencial vida de outrém.

Sunday, November 20, 2005

Stem Cells - Desperdícios da Ética

Células estaminais são células indiferenciadas que têm a capacidade fabulosa de se transformar em qualquer célula especializada.

Quando um óvulo é fecundado, transformando-se num ovo, este divide-se em duas células. As duas células dividem-se em quatro e por aí fora. Há muitos anos que os cientistas sonham colher essas jovens células embrionárias para tentarem reproduzir o milagre da sua transformação/diferenciação nas centenas de tipos de células existentes no nosso corpo.

Devido a essa sua faculdade, estas células poderão ser a solução para fazer a reparação de órgãos e tecidos lesados. Doenças cardíacas podiam deixar de ser um problema através da indução da diferenciação de células estaminais em células do músculo cardíaco, algo que já foi testado com sucesso em laboratório.

Deveria ter sido o ínicio de uma importante revolução na medicina quando o cientista James Thomson anunciou em Novembro de 1998 ter colhido com êxito células de embriões excedentários disponíveis em clínicas de fertilidade e criado a primeira linha de células estaminais embrionárias humanas. No entanto aconteceu o contrário, gerando-se uma grande polémica e controvérsia em redor deste assunto e impedindo que a técnica fosse desenvolvida e aplicada.

Os embriões são ainda considerados por muitos como seres com sentimentos e direitos e, como tal, colher células a partir de embriões é semelhante a fazer um aborto. Mas a realidade é que os embriões humanos apenas adquirem o sistema nervoso à 12ª semana de gestação e neste tipo de investigações eles são usados muitíssimo antes - com apenas 10 dias!

Os apoiantes destas ideias defendem que em vez de células estaminais embrionárias jovens, podem ser usadas células estaminais adultas da medula óssea ou do cordão umbilical. O problema é que estas células estaminais adultas são raríssimas (uma em cada milhão de células da medula) e não demonstraram ainda ser eficazes a diferenciar-se em todo o tipo de células produzidas pelas células embrionárias jovens. Além disso, nas clínicas de fertilização há milhões de embriões a serem destruídos constantemente que poderiam ser utilizados para investigação, com consentimento dos dadores. Se estas células têm "sentimentos" para ser estudadas, não têm sentimentos para ser destruídas? Se usar embriões humanos para tentar curar doenças é assassínio em massa, destruí-los sem tentar salvar alguém, é o quê?

Países como o Reino Unido, China e Coreia do Sul são dos poucos que possuem centros de investigaçao destas células que têm conseguido apresentar alguns progressos, apesar dos limites a que são sujeitos.

É uma pena que mais uma vez uma descoberta que podia evitar tantas mortes, não possa avançar por estar presa numa teia política e religiosa. Não se podem usar embriões para fazer investigações que salvarão vidas porque não é "éticamente correcto", mas já é correcto que eles sejam deitados ao lixo sem tentar encontrar uma solução para doenças de que tantos milhares de pessoas sofrem e, pelas quais, morrem todos os dias.

Fala-se TANTO em ética... Mas falta de ética é desperdiçar tantos embriões e com eles tantas outras vidas.

Thursday, August 11, 2005

Sagradas Escrituras

No princípio, Deus criou o Céu e a Terra. A Terra era informe e vazia e as trevas cobriam a face dos abismos. Não era um sucesso… Deus viu isso e desejou que aquilo nunca tivesse existido, mas isso Ele já não podia fazer por isso o melhor era aceitar o Seu trabalho.

“1. Deus disse: «faça-se luz», e a luz fez-se.
2. Deus viu que a luz era boa e Ele rejubilou-se no Seu coração.
3. Era uma sorte. Ela poderia igualmente ter sido má. Vocês sabem como é, quando se cria qualquer coisa, às vezes sai bem, às vezes sai mal. (…)
4. Deus disse para consigo que, se ele tivesse sabido, teria começado por criar a luz.
5. O que prova que Ele tinha muito que aprender.
6. Ora, Deus, sendo omnisciente, não pode aprender nada que não saiba já.
7. A não ser que, naturalmente, ele tenha decidido no Seu todo-poder não saber esta ou aquela coisa, quer dizer, não ser mais omnisciente.
8. Quer dizer, não ser mais Deus.
9. Porque Deus pode tudo, mesmo deixar de ser Deus. Mesmo suprimir-Se a si próprio.
10. O que é um pouco embaraçoso, porque então Deus não é eterno.
11. Porque se Ele é eterno não pode morrer, mesmo que assim o decida e, então, ele não é todo-poderoso.
12. Deus tem portanto a escolha ou é Eterno ou é Todo-Poderoso.
13. E em ambos os casos: não é Deus.
14. Este é um problema insolúvel.
15. Um problema insolúvel é um problema que não tem solução. Se ele não tem solução ninguém o pode resolver, nem mesmo Deus.
16. Por conseguinte, um problema insolúvel é mais forte que Deus.
17. Mas os problemas insolúveis, como todas as coisas, foram criados por Deus. (Contudo Ele não se lembrava de ter criado essa…) A criatura não pode estar acima do seu Criador.
18. Tudo isto faz pensar.
19. Foi precisamente à força de tanto pensar em tais coisas desde a eternidade da duração que Deus, para mudar as suas próprias ideias, decidiu criar.
20. Mas quanto mais Ele criava mais isso Lhe dava que pensar.
21. Hum…
22. Então, Deus interrogou-se se seria mesmo Deus.
23. Mas se Deus não é Deus, quem é que é Deus?
24. Ham? Ham?
25. Não saio deste ponto.
26. Deus viu que qualquer coisa não ia bem.
27. Felizmente Deus viu que tinha criado a Contradição, e voltou a serenar o Seu coração.
28. Porque, graças à Contradição, Ele podia então ser e não ser ao mesmo tempo (…).
29. Portanto, Ele não tinha nenhuma razão para Se preocupar.
30. Bastava-lhe não pensar mais no assunto.
31. E deixar mesmo de pensar.
32. Porque o pensamento não é bom.
33. Quando começamos a pensar nunca sabemos onde é que vamos parar. Quando Deus começa a pensar o Seu pensamento arrisca-se a dar com isto, o que é muito desagradável: que Ele não existe.
34. Ora, Deus quer existir.
35. Ponham-se no seu lugar.
36. Se Deus tivesse de deixar de existir cada vez que a Sua existência se torna logicamente absurda, não haveria religião possível.
37. E, neste vale de lágrimas, as criaturas não saberiam o que haviam de fazer domingo de manhã antes da hora do aperitivo.
38. E isso seria triste.
39. Felizmente Deus não pensa.
40. Graças a Deus!”


“As Sagradas Escrituras” de Cavanna.

Tuesday, August 02, 2005

Canção


Foto de Filipe Serralheiro.

Hoje venho dizer-te que nevou
no rosto familiar que te esperava.
Não é nada, meu amor, foi um pássaro,
a casca do tempo que caiu,
uma lágrima, um barco, uma palavra.

Foi apenas mais um dia que passou
entre arcos e arcos de solidão;
a curva dos teus olhos que se fechou,
uma gota de ouvalho, uma só gota,
secretamente morta na tua mão.

Eugénio de Andrade, 1972

Monday, July 25, 2005

Cansaço


O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto alguém.
Essas coisas todas -
Essas e o que faz falta nelas eternamente -;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo. íssimo,
Cansaço...

- Álvaro de Campos

Sunday, May 01, 2005

Mães


Elas são as mães:
rompem do inferno,
furam a treva,
arrastando
os seus mantos na poeira das estrelas.

Animais sonâmbulos,
dormem nos rios, na raiz do pão.

Na vulva sombria
é onde fazem o lume:
ali têm casa.
Em segredo, escondem
o latir lancinante dos seus cães.

Nos olhos, o relâmpago
negro do frio.

Longamente bebem
o silencio
nas próprias mãos.

O olhar
desafia as aves:
o seu voo é mais fundo.

Sobre si se debruçam
a escutar
os passos do crepúsculo.

Despem-se ao espelho
para entrarem
nas águas da sombra.

É quando dançam que todos os caminhos
levam ao mar.

São elas que fabricam o mel,
o aroma do luar,
o branco da rosa.

Quando o galo canta
Desprendem-se
para serem orvalho.

- Eugénio de Andrade

Tuesday, March 29, 2005

Frustração


Alguém sabe o que é ter tudo e mesmo assim sentir que falta qualquer coisa?

Sunday, March 13, 2005

Escuridão


Há semanas que várias questões não me saem da cabeça.
Como será viver na escuridão? Como será não ver o sol, nem a lua nem as estrelas? Como será ser cego? Até se pode sentir o calor do sol... Mas não se sente um luar... E como se sente um sorriso?

Sunday, February 20, 2005

Espelho


Que livro levaria para uma ilha deserta?, perguntam-me. E eu: qualquer um que tivesse uma capa espelhada. Tento imaginar um mundo sem espelhos. Consigo, claro, mas acho-o um tormento. Narcisismo? Creio que não. Chama-se narcisismo ao amor pela própria imagem. O que acontece comigo é um pouco diferente. Procuro num espelho e confirmação da minha existência. "Vejo-me, logo existo".

Não há amigo mais sincero (e mais cruel também) do que um espelho. Os espelhos nunca mentem. São firmes, objectivos, e tão desprovidos de imaginação e sentido de humor quanto um burocrata alemão.

O espelho da Rainha Má, a madrasta da Branca de Neve, podia ter continuado a repetir, a cada manhã, "não há neste reino mulher mais bela do que tu". Evitaria a cólera da Rainha e, além disso, pouparia uma série de dissabores à Branca de Neve. Podia ter-se especializado na arte do sofisma, como fazem os advogados, ou os conselheiros dos poderosos da terra: "não há neste reino outra mulher ao mesmo tempo tão bela e tão rica quanto tu", ou: "não há neste reino outra mulher, pelo menos na tua faixa etária, tão bela quanto tu". O desgraçado, porém, não sabia nem mentir nem sofismar. Se bem me lembro a Rainha não lhe perdoou a franqueza e quebrou-o num acesso de cólera. Muitos espelhos acabam assim.

Olhar-se ao espelho todos os dias, depois de acordar, olhar para si atentamente, profundamente, não é um exercício de vaidade e sim de humildade. Desconfio de quem não use espelhos. Todos os espelhos nos dizem o mesmo - ou nos dizem "ainda és bela"; ou nos dizem: "já não és mais bela".

Um espelho dá-nos a ver como tudo passa, como tudo é efémero, ao mesmo tempo que mostra as nossas imperfeições e nos ajuda a corrigilas. Na minha opinião é mais fácil alcançar a santidade, ou, ao menos, uma certa tranquilidade espiritual, feita de compaixão e do reconhecimento das nossas limitações, através de um espelho.

Sonho às vezes que me olho ao espelho e não encontro o meu rosto. Numa variante ainda mais assustadora deste pesadelo olho-me ao espelho e encontro, sorrindo para mim, um rosto que não é o meu.

Michael Jackson vive dentro de um pesadelo como este e talvez se tenha escondido atrás de uma máscara por não ser capaz de enfrentar um espelho. Ou talvez nunca tenha escutado o seu espelho.

Eu tenho escutar o meu.

F. Hayat

Sunday, February 13, 2005

Eu...




Gosto de rir, passeios à beira mar, fotografia, jantar com os meus amigos, ir ao cinema, navegar na internet, nuvens no céu, os meus cobertores, passar horas no banho, lavar os dentes no banho, iogurtes, chocolate, casacos com pêlo, miminhos, ajudar, humor inteligente, a lua, amigos, cantar, dançar, pizza, música, medicina, borboletas, a minha família, livros, tulipas, o sol, ver desenhos animados, pipocas dos cinemas, bolo de bolacha, mini-saias, brincos, dormir muito, receber cartas, café, namorar, manhãs, dar prendas, cozinhar, brincar, amar.

Não gosto de ouvir o despertador, sardinhas, olhares tristes, não conseguir dormir, que me façam chorar, fanatismo e fundamentalismo, mãos e pés frios, whisky, gente suja, casa desarrumada, caspa, insectos, chuva quando tenho que sair de casa, não conseguir expressar o que sinto, que insistam comigo, injustiça, ter medo, cheiro de tabaco, ouvir chorar.

Saturday, February 05, 2005

Who am I?


Uma vez, uma pessoa que muito estimo, escreveu assim na capa do seu livro:

"Para a Ana Filipa, curiosa, mas ainda há procura de si mesma."

Passaram precisamente 3 anos. Será que já me encontrei? Quem é a Ana? Alguém me diz?...

Friday, February 04, 2005

Xingo


Esta é a minha fotografia preferida. Pela foto em si e não pelas tatuagens. São feitas com tinta de uma árvore na Amazónia. Estas mulheres no Parque Nacional de Xingu aplicam a tinta com um pequeno pau. O desenho é linear e duram cerca de seis meses.

Moko


Na Nova Zelândia, tatuagens de toda a face, ou moko, como este chefe Maori tem, são muito comuns. Não é linda?

A Tribo


Chamados de Tribo, estes homens (normalmente reunidos debaixo da ponte Golden Gate em São Francisco) são lideres do Movimento Primitivista local. Os seus símbolos são apenas tribais. Muitos artistas de tatuagens viajaram para Borneo e aprenderam os símbolos com os metres desta arte.

Japoneses mafiosos!!


Na cultura Japonesa, os Mafiosos são conhecidos pelas suas intrigantes tatuagens do corpo todo com caracteres mitológicos. As tatuagens são também consideradas um sinal de iniciação no processo da máfia. O processo (agora feito com modernas pistolas de tatuagem) pode demorar entre 2 a 3 anos.

Tribos


Para muitos homens em África, cicatrizes são uma forma de iniciação tribal e um símbolo de coragem. O doloroso processo começa na puberdade e continua durante a vida. Cada tribo tem uma tatuagem distintiva. A face deste homem indica a sua vila e o seu clã e inclui simbolos de magia negra para manter longe os espíritos do mal.

Wednesday, February 02, 2005

Céu



You said when you'd die that you'd walk with me everyday
And I'd start to cry and say please don't talk that way
With the blink of an eye the lord came and asked you to leave
You went to a better place but He stole you away from me

I miss your love i miss your touch
But I'm feeling you everyday
And i can almost hear you say
"You've come along way baby"

And now you live in heaven
But i know they let you out
To take care of me

You taught me kings and queens
While stroking my hair
In my darkest hour I know you are there
Kneeling down beside me
Whispering my prayer

Yes there's a strange kind of light
Caressing me tonight
Pray silence my fear
She is near
Bringing heaven down here

The next time that we meet
I will bow at her feet
And say wasn't life sweet
Then we'll prepare
To take heaven down there

RW

Sunday, January 16, 2005

Cover Sleeve

I wonder if i ever let you down
did you keep on moving
I wonder, when i took my feet from off your ground
did you keep on going
If you ever need me, just remember
all the times when we wandered free
If you ever miss me, don't you know
that i feel the same way
I wonder, did i ever fail you
did you give up dreaming
I wonder, when i had to go
did you stop believing
Don't you know every sould must grow older
but our past belongs to you and it should make you stronger
If you ever need me, just remember
all the times when we wandered free
If you ever miss me, don't you know
that i feel the same way
Don't stop moving, you must keep on going
don't you stop believing, you should go on dreaming
Don't stop moving, you must keep on going
don't you stop believing,
'cause its people like you that make the world go...
If you ever need me, just remember
all the times when we wandered free
If you ever miss me, don't you know
that i feel the same way
If you ever need me, just remember
and i'll always be there
If you ever miss me, don't you know...don't you know...
...we will meet again...we will meet again